Google+ Followers

domingo, 28 de junho de 2009

Ser Poeta



Dos tantos campos que passo
Deixo o meu compasso
O meu cansaço
Nas estradas da vida
Os meus traços
O toque para o contraste
A arte
De acertar
Podar
Transformar os tantos prantos em sorriso
Para que o encanto desta arte se alastre e leve a um paraíso
Descanso no meu canto e olho o meu método
De certo sou destro.

4 comentários:

  1. Olá lindo poeta! Também espero sua visita em meu blog! Muita luz sempre! beijos

    http://versosencinados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, Antônio! LInda poesia! Realmente nossa vida é nossa maior inspiração, e que doce vingança poder transformar momentos ruins em doces versos e os doces, mais doces ainda... Que ferramenta maravilhosa Deus nos deu,que é a Vida e o poeta, com seu lápis, vai pintando e consertando do seu jeito...........

    PARABÉNS POR MAIS ESSA PÁGINA TÃO LINDA!

    Beijos, Maria Barros

    ResponderExcluir
  3. Uma belíssima e inspirada construção poética, parabenizo-te por isso, pelo blog e pela poesia bem delineada verso a verso. ZZ

    ResponderExcluir