Google+ Followers

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Roupas Lavadas

Tanque
Trago e lavo
Um monte.

De tantas lutas
Sem luva
Sapólio estraga minha palma.

Que não apalpa
Pega esfrega e lava
Suas graças.

Da rua
Cueca sua
Enruga a alma.

Os montes
Camisas e calças
Aos montes.

Barriga molhada
Coração gelado
Braço inchado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário